Alunos da Faculdade Estácio de Sá de Sergipe visitam o TRE-SE

Eles participaram de palestra e conheceram a estrutura do Tribunal, a exemplo, o Plenário Fernando Ribeiro Franco, o Centro de Memória Eleitoral (Cemel), da EJESE e a Secretaria Judiciária.

Eles participaram de palestra e conheceram a estrutura do Tribunal, a exemplo, o Plenário Fernando Ribeiro Franco, o Centro de Memória Eleitoral (Cemel), da EJESE e a Secretaria Judiciária.

Desde segunda-feira (04) até esta quarta-feira (06), o Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE), por meio da Escola Judiciária Eleitoral (EJESE), recebeu a visita de alunos do 7°, 8°, 9° e 10° períodos da Faculdade Estácio de Sá. O objetivo do encontro foi difundir a educação política para o pleno exercício do voto e pela lisura das eleições, além de mostrar a estrutura e como funcionam os trabalhos da Justiça Eleitoral.

As servidoras da EJESE Carmen Luiza e Lídia Cunha acompanharam os alunos e ministraram a palestra cujo assunto foi o combate à desinformação em relação à Justiça Eleitoral e às eleições, o que envolve questões como processo de votação, logística e segurança das urnas. Os alunos também conheceram a estrutura do Tribunal, a exemplo, o Plenário Fernando Ribeiro Franco, o Centro de Memória Eleitoral (Cemel) e a Secretaria Judiciária. Nesse último setor, a secretaria judiciária, Ana Maria Rabelo, explicou às principais funções da secretaria e ressaltou a implementação do Processo Judicial Eletrônico (PJe) nas Zonas Eleitorais de Sergipe, que acontece até o fim deste ano.

O professor do Núcleo de Práticas Jurídicas, Luiz Ribera, responsável pelas turmas de alunos do 7° ao 10° período, agradeceu a prestatividade dos servidores do Tribunal e frisou a importância de trazer os estudantes para conhecer o funcionamento da Justiça Eleitoral em Sergipe.

A estudante do 10° período do curso de direito, Ione Caroline Silva de Jesus, admiradora da área eleitoral, considerou produtivo para a sua formação cidadã conhecer as instalações do TRE-SE. Ela também ressaltou a importância da palestra sobre enfrentamento à desinformação. “A palestra foi beminteressante. Observo que, atualmente, as pessoas dizem coisas sem o devido conhecimento. É importante a gente ter acesso à informações verdadeiras, principalmente, para saber quais notícias sãofake news”, comentou.

O referido professor do Núcleo de Práticas Jurídicas pontuou que a essa visita prática ao TRE-SE fortalece a quem pretende seguir carreira como advogado, juiz, procurador, entre outros. “Aqui eles têm a vivência da prática, conhecem esse universo e começam a colocar os pés fora da instituição, fora dos bancos universitários entendendo, na prática, a profissão que vão abraçar”, disse. O professor, também, reconheceuo trabalho realizadopelas servidoras da EJESE. “Eu quero agradecer ao TRE-SE, em especial, as servidoras Lídia e Carmen, por essa receptividade”, finalizou.

 

Últimas notícias postadas

Recentes