Apresentação

A Escola Judiciária Eleitoral (EJESE) foi criada pela Resolução do Tribunal Superior Eleitoral nº 21.185 de 13 de agosto de 2002, e alterada pelas Resoluções 23.482/16 e 23.620/20.

No TRE/SE foi regulamentada pela Resolução 268/2003 e alterada pelas Resoluções 29/2004,  52/2017 e 5/2019. A instalação da Escola Judiciária no TRE/SE, na gestão do Desembargador José Artêmio Barreto, ocorreu no dia 2 de julho de 2004.

A EJESE tem por finalidade a formação, atualização e a especialização continuada ou eventual de magistradas, magistrados, servidoras e servidores da Justiça Eleitoral e de interessadas e interessados em Direito Eleitoral, indicados por órgãos públicos e entidades públicas e privadas.

Compõe a EJESE  uma Diretora ou um Diretor, eleita ou eleito dentre os Membros Efetivos do Tribunal, por um período de 2 (dois) anos, proibida a reeleição, uma Secretária Geral  ou um Secretário Geral servidora ou servidor do TRE/SE e três Assistentes, indicadas e indicados pela Diretora ou pelo Diretor da EJESE e nomeados pela Presidência.