Tribunal inicia implantação da Política de Gestão de Risco

O diploma normativo que regulamenta o projeto é a Resolução TRE-SE n. 17/2018

Gestão de Risco

O Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE), por meio da Coordenadoria de Planejamento, Estratégia e Gestão, promoveu, na manhã desta segunda-feira (11), a primeira reunião para tratar da Política de Gestão de Risco da Justiça Eleitoral sergipana.

O encontro reuniu líderes dos Projetos Comunicação e Cadastro, que fazem parte do Programa Eleições. A Gestão de Risco está nas diretrizes de todos os projetos do Programa, cujo cronograma de execução já foi aprovado pela Administração. O diploma normativo que regulamenta é a Resolução TRE-SE n. 17/2018.

O objetivo foi iniciar o trabalho de implantação do programa de gestão de risco nos projetos de eleição. Segundo o coordenador, Marcelo Gerard, todos os envolvidos devem conhecer os princípios e diretrizes de gestão do TRE-SE. A política de gestão de riscos é uma importante ferramenta para a observância dos princípios constitucionais: eficiência, planejamento, controle, eficácia e efetividade. Tem por objetivo estabelecer parâmetros, diretrizes e responsabilidades, incorporando a visão de riscos à tomada de decisão, em conformidade com as melhores práticas adotadas no setor público.

Ainda segundo o coordenador a gestão de risco contribui na proteção de valores institucionais e deve ser parte integrante dos processos organizacionais. “O risco não deve ser gerenciado isoladamente. Sua gestão deve estar alinhada à gestão institucional, de maneira a alcançar os objetivos organizacionais e aprimorar o seu desempenho”, explicou.

 

Últimas notícias postadas

Recentes