Servidores do TRE-SE participam da experimentação do Processo Judicial Eletrônico (PJe) para as ZEs

O treinamento ocorre no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), de 23 a 25 deste mês

O treinamento ocorre no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), de 23 a 25 deste mês

O secretário judiciário, Marcos Vinicius Linhares Constantino da Silva, e a chefe de cartório da 13ª Zona Eleitoral (Laranjeiras), Caroline Valeriano Damascena,  participam da experimentação do Processo Judicial Eletrônico (PJe): sistema que deverá ser implementadonas Zonas Eleitorais (ZEs) da capital (1ª, 2ª e 27ª) a partir do mês de agosto e nas ZEs do interior do estado a partir de dezembro deste ano. O treinamento ocorre no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), de 23 a 25 deste mês e tem o objetivo de avaliar o sistema visando a aprimorá-lo. Esse sistema vai ser implantado em todas as ZEs do Brasil.

Foram convocados dois servidores de cada Tribunal Regional Eleitoral do país. Os requisitos: um servidor com vasto conhecimento acerca do PJe e outro que não teve contato com o sistema.  Do TRE-SE, os servidores escolhidos, referidos acima, ficaram entusiasmados. Disseram que o Processo Judicial Eletrônico faz a diferença na questão celeridade da justiça e na questão economicidade.

Para o secretário judiciário, em substituição, Guilherme Augusto Gonçalves Muniz, esse treinamento é muito importante para a evolução do sistema e na prevenção de erros. “Esse momento de experimentação do  PJe é crucial para a descoberta de possíveis erros que não foram detectados e também para aprimoramento do sistema, que vai serimplementado em todas as Zonas Eleitorais do Brasil sem nenhum problema”, ressaltou.

Desenvolvimento sustentável

Vale destacar os diversos benefícios conquistados com o Processo Judicial Eletrônico (PJe): maior agilidade no tempo do trabalho executado por servidores e magistrados, economia de energia elétrica, menos pagamento de horas extras e, sobretudo, menos gasto de papel.

Últimas notícias postadas

Recentes

Campanha Dezembro Vermelho

O objetivo da campanha é conscientizar e sensibilizar a população sobre as Infecções Sexualmente Transmissíveis, principalmente, sobre a AIDS