Lançamento da “Coleta Seletiva Solidária” do TRE-SE

O projeto trata do processo de acúmulo e separação dos resíduos, para que tenham uma destinação correta até a reciclagem.

Lançamento Coleta Seletiva

Nesta sexta-feira (16), o plenário Fernando Ribeiro Franco sediou olançamento do projeto “Coleta Seletiva Solidária” do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE). O evento serviu para que servidores da casa e terceirizados conhecessem com mais profundidade o projeto, além de incentivar a prática de simples atitudes em suas rotinas, como separar corretamente o lixo e realizar o descarte de forma adequada.

O Diretor-Geral do TRE-SE, Rubens Lisbôa, foi o responsável por abrir a solenidade. Para Rubens, “o momento é o primeiro e o mais importante passo para os servidores do Órgão compreenderem a importância da instauração da coleta seletiva e, principalmente, como acontecerá o processo de acúmulo e separação dos resíduos, para que tenham uma destinação correta até areciclagem”, pontuou.

Com a palavra, os servidores da casa e colaboradores do Grupo de Gestão de Resíduos, Ada Cristine Campos e Thiago Barreto do Nascimento,explicaram o funcionamento da coleta seletiva no âmbito do Tribunal. Dentre outras coisas, ressaltaram a diferenciação entre lixo e resíduo, sendo o último, passível de ser reaproveitado de diversas formas.

Socorro Soares dos Santos Alves, representante da CARE – Cooperativa dos Agentes Autônomos de Reciclagem de Aracaju, diz que a iniciativa do TRE-SE em firmar parcerias com instituições que realizam o trabalho de coleta de resíduos é uma forma de colaborar, indiretamente, com o trabalho e o sustento das famílias que estão na cooperativa.

Segundo a representante, “dentre os materiais que serão recolhidos, estará o papel. Este será destinado às fábricas que trabalham com sua reciclagem, transformando-o posteriormente em outros tipos de papéis reciclados, como papel higiênico, papel-toalha, guardanapo, papel A4, entre outros”, esclareceu. Depois de pronto, o material será vendido e um percentual da renda destinada aos membros da cooperativa.

Para Quitéria da Silva, responsável pelas relações-públicas da REVIRAVOLTA – Cooperativa de Reciclagem de Nossa Senhora do Socorro, a parceria com o TRE-SE serve como exemplo.

“Se outras empresas e órgãos públicos seguissem o exemplo do TRE-SE, com certeza melhoraria a situação de todas as cooperativas, que precisam aumentar e gerar renda. Além disso, ajudaria também a divulgar um trabalho de grande importância para a sociedade e o meio ambiente como um todo”, afirmou.

Últimas notícias postadas

Recentes