Saiba tudo sobre o Rezoneamento do Interior

Com a aprovação da Resolução 130/2017 do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe, as Zonas Eleitorais com sede nos municípios de Frei Paulo (7ªZE),Itabaianinha (10ªZE), Riachuelo (20ªZE), Cedro de São João (25ªZE), Pacatuba (32ªZE) e Poço Verde (33ªZE) foram extintas.

Rezoneamento eleitoral no Interior

Com a aprovação da Resolução 130/2017 do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe, as Zonas Eleitorais com sede nos municípios de Frei Paulo (7ªZE),Itabaianinha (10ªZE), Riachuelo (20ªZE), Cedro de São João (25ªZE), Pacatuba (32ªZE) e Poço Verde (33ªZE) foram extintas. Assim, a circunscrição de Sergipe, antes com 32 Zonas no Interior do Estado, passa a contar agora com 26 Zonas Eleitorais. 

A extinção das seis Zonas fez-se em cumprimento ao determinado pelas Resoluções 23.422/2014 e 23.512/2017, ambas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), tendo a última a finalidade maior de racionalizar recursos diante do atual cenário de fragilidade econômica do país. 

Remanejamento de alguns Municípios do Interior

É importante salientar que os eleitores dos municípios que passaram de uma Zona para outra não sofrerão alteração em seus locais de votação. Em outras palavras, continuarão votando na mesma escola ou colégio do último pleito. A alteração se dará tão somente no título de eleitor impresso quanto aos números da zona e da seção eleitoral, cabendo aos eleitores que assim desejarem procurar a sede da nova Zona Eleitoral (ou os novos Postos de Atendimento já instalados nos municípios de Frei PauloItabaianinhaRiachueloCedro de São JoãoPacatuba e Poço Verde), de segunda a sexta-feira das 8 às 13 horas, a fim de procederem à troca do título, desde que munidos de documento oficial com foto.   

Confira neste link os municípios que sofreram mudança de jurisdição e agora pertencem a novas Zonas. 

Confira neste link a atual distribuição das Zonas Eleitorais do Interior com os municípios que as compõem.

Últimas notícias postadas

Recentes

Juiz Francisco Alves Júnior despede-se do TRE-SE

Francisco Alves Júnior exerceu a direção da Escola Judiciária Eleitoral de Sergipe, e durante sua gestão apoiou a feitura de dezenas de palestras que tiveram como público-alvo alunos das redes pública e privada de ensino, bem como a realização de cursos de capacitação na área jurídica para magistrados, servidores do Tribunal e demais interessados.