Fórum de Frei Paulo é inaugurado

Fórum de Frei Paulo é inaugurado

TRE-SE inauguração Fórum Frei Paulo
Da esquerda para direita, Albano Franco, des. Ricardo Múcio e Ancelmo Gois

No dia 13 de novembro de 2017, a Justiça Eleitoral de Sergipe inaugurou mais um prédio próprio. Trata-se do Fórum Eleitoral EUCLIDES GÓES, localizado no município de Frei Paulo.

Prestigiaram o evento, além do presidente do TRE-SE, des. Ricardo Múcio Santana de Abreu Lima, o  ex-presidente, des. Osório de Araújo Ramos Filho, a promotora eleitoral da 24ªZE, Mônica Antunes Rocha,  o prefeito de Frei Paulo, Anderson Menezes, o ex-governador de Sergipe, Albano Franco, o diretor-geral do TRE-SE, Rubens Lisboa, os secretários do TRE-SE, Norival Navas Neto, José Carvalho Peixoto, Luciano Barreto Carvalho e Marcos Vinícius Linhares, representando o corregedor eleitoral, a servidora Rosa Ribera, além de autoridades locais e familiares do homenageado.

A ideia de nomear as instalações em homenagem a Euclides Góes partiu do ex-presidente do TRE-SE, des. Osório de Araújo. “Agradeço imensamente ao presidente Ricardo Múcio pelo convite para participar desta inauguração. Quando era presidente do TRE-SE fiz a indicação do nome de Euclides Góes e os membros do Tribunal aprovaram por unanimidade. A homenagem é justíssima, merecida, pois foi um homem que deixou um grande legado para Frei Paulo. Além de ter sido um empreendedor, trazer luz elétrica para a cidade pela primeira vez e ter exercido importantes funções públicas, foi um cidadão de bem e um pai exemplar, deixando um grande exemplo para todos nós”, lembrou o des. Osório.

A cerimônia de Inauguração

O presidente do TRE-SE, desembargador Ricardo Múcio Santana de Abreu Lima e o ex-presidente, des. Osório de Araújo Ramos Filho, foram os responsáveis por proceder ao corte simbólico da fita de inauguração.

Iniciada a solenidade, o jornalista Ancelmo Gois, filho do homenageado, discursou em nome da família. “Primeiramente gostaria de agradecer a Justiça Eleitoral pela homenagem. Meu pai foi um homem que espalhou amor e foi um grande exemplo de vida para mim e para meus irmãos. Moro no Rio de Janeiro há aproximadamente 50 anos, porém guardo um grande vínculo com o município de Frei Paulo. Aqui eu me criei e por isso esta lembrança significa tanto para nossa família”.

Atendimento ao Público

O prédio funcionará como Posto de Atendimento para os eleitores dos municípios de Frei Paulo, Campo do Brito, Macambira e São Domingos. O horário de funcionamento será de segunda a sexta-feira, das 8 às 13 horas, e nele serão efetuados todos os serviços de interesse do eleitor, tais como: inscrição, 2ª via, transferência, revisão de dados e fornecimento de declaração de quitação.

Conheça um pouco mais sobre homenageado.

Euclides Góes, filho de Felismino Sotero de Góes e Clara Maria de Jesus, nasceu em Frei Paulo no dia 25 de setembro de 1913. Durante a infância e a adolescência de menino pobre do interior conviveu com o Padre Antônio Madeira, pároco de Frei Paulo, um imigrante português que fincou uma forte religiosidade no município. Euclides Góes foi coroinha, sacristão e sempre muito ligado à Igreja, repassando esse elo à sua família.

Além de religioso devoto, Euclides Góes participou ativamente da vida de sua terra natal, foi trompetista da Banda Lira Paulistana, cujas retretas nas praças de Frei Paulo alegravam e emocionavam a cidade, e o pioneiro em levar luz elétrica à cidade.

Também foi dirigente do Paulistano Futebol Clube e exerceu militância ativa no antigo Partido Republicano, chegando a ser eleito vereador.

Profissionalmente, dedicou-se à atividade comercial, tornando-se um grande comerciante. No inicio feirante, com o negócio de “secos e molhados”, como se dizia na época, abriu lojas em Frei Paulo, mas estendeu filiais nas cidades de Carira, Pinhão, Jeremoabo, Coronel João Sá e Euclides da Cunha, estas três últimas no território baiano.

Casou-se em 03 de novembro de 1935 com Maria Rezende Góes (carinhosamente chamada de “Dona Neném"). Tiveram 23 filhos, criando 14 sanguíneos e adotando 07.

Em 1954, deixou sua cidade natal e se deslocou para Aracaju, impulsionado pelo desejo de oferecer uma melhor educação aos seus filhos. Dois anos depois, ingressou no Serviço Público Federal. Foi coletor nas cidades de Estância, São Cristóvão, Frei Paulo, Ipiaú (BA) e Manaus (AM).

Em Aracaju, foi diretor da Federação Sergipana de Futebol e responsável pela administração dos mercados públicos municipais na gestão do Prefeito e colega de partido Godofredo Diniz. Ingressou no Lions Clube Aracaju Serigy em de 1981/1982, onde assumiu diversos cargos de diretoria.

Morreu em um acidente automobilístico em 05 de julho de 1984 junto com o filho Heriberto Rezende Góes e o companheiro “Leão” Dr. Carlos Hardmam.

Toda a sua vida foi pautada pela dedicação à família, pelo amor ao próximo e pela luta por justiça social.

 

Últimas notícias postadas

Recentes

Juiz Francisco Alves Júnior despede-se do TRE-SE

Francisco Alves Júnior exerceu a direção da Escola Judiciária Eleitoral de Sergipe, e durante sua gestão apoiou a feitura de dezenas de palestras que tiveram como público-alvo alunos das redes pública e privada de ensino, bem como a realização de cursos de capacitação na área jurídica para magistrados, servidores do Tribunal e demais interessados.